Conecte-se conosco

Mundo

Navio de ONG francesa procura 100 pessoas desaparecidas no Mediterrâneo

Publicado

em

A Agência de notícias Lusa informa que o navio “Ocean Viking”, da organização não-governamental (ONG) francesa SOS Méditerranée, prosseguia hoje com as buscas para tentar localizar 100 migrantes que estão dados como desaparecidos no mar Mediterrâneo, divulgou a estrutura humanitária.

Os migrantes estavam a bordo de uma embarcação precária e pretendiam alcançar as costas europeias.

“Ontem [quarta-feira], o ‘Ocean Viking’ e a Alarm Phone [organização que recebe as chamadas de emergência feitas por embarcações de migrantes que se encontram em perigo em alto mar] foram informados de três embarcações em perigo. A nossa tripulação, juntamente com três navios mercantes, ainda está à procura de uma”, informou a ONG francesa através da rede social Twitter, sem especificar a atual localização do navio humanitário.

As buscas continuam.

Com informações da agência Lusa

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mundo

Ataque em discoteca deixa cinco mortos na Colômbia

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Cinco pessoas morreram em 11 ficaram feridas em um ataque contra uma discoteca no Sudoeste da Colômbia na madrugada deste domingo, um ato que teria sido realizado por dissidentes das Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

De acordo com o Exército, o ataque ocorreu na cidade de Tumaco, no distrito de Nariño, quando homens armados  “chegaram ao estabelecimento em um veículo, efetuando vários disparos de forma indiscriminada”. As Informações de Jornal O Globo.

Militares patrulham área do município colombiano de Tumaco Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP

Os militares afirmam ainda que a ação foi realizada por uma dissidência das Farc conhecida como coluna Urías Rendón, e autoridades locais dizem que os confrontos na área se intensificaram nos últimos meses — a prefeita da cidade, María Emilsen Angulo, denunciou que homens armados estão provocando “caos, pânico e intranquilidade aos cidadãos”. No Twitter, o governador de Nariño, Jhon Rojas, afirmou que “a situação de grupos à margem da Lei supera a capacidade [de ação] das autoridades em Nariño”.

Localizada perto da fronteira com o Equador e com o segundo maior porto colombiano no Pacífico, Tumaco tem a segunda maior área cultivada com plantas de coca do país, cerca de 9,8 mil hectares, e é alvo de atuação de vários grupos armados, incluindo algumas dissidências das Farc, como a Frente Óliver Sinisterra e os Contadores.

Por Jornal O Globo

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16