Conecte-se conosco

Sociedade

Câmara aprova o retorno das comissões com sessões semipresenciais

Publicado

em

Com a decisão, os colegiados terão liberdade para decidir se as sessões serão virtuais, presenciais ou mistas

Os colegiados, como a Comissão de Constituição e Justiça e o Conselho de Ética, são considerados fundamentais para o andamento da Casa

Câmara dos Deputados aprovou o retorno das comissões com sessões semipresenciais para evitar a contaminação pelo coronavírus. Os colegiados, como a Comissão de Constituição e Justiça e o Conselho de Ética, são fundamentais para o andamento da Casa. As reformas tributária e administrativa e outras matérias polêmicas, como a PEC da seguran instância, dependem das reuniões. O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL), que relatou a proposta de retorno das comissões, defendeu o funcionamento das atividades. “Desde ontem [quarta-feira] conseguimos aprovar toda a pauta solicitada pelo deputado Arthur Lira, pelo nosso presidente da Câmara. Com esse espírito de divergência, que é natural no parlamento, mas colaborativo e de diálogo, vamos conseguir avançar bastante aqui na Casa”, afirmou. Segundo ele, o retorno será feito respeitando os protocolos de segurança e atenção aos deputados do grupo de risco.

Gustavo Fruet (PDT) é favorável ao retorno do Conselho de Ética da Câmara. “O projeto de resolução não há nenhuma menção ao Conselho de Ética. Então, desde já, o PDT é favorável, mas vai destacar a emenda para a inclusão do Conselho de Ética na retomada dos trabalhos das comissões”, disse. O deputado sugere o sistema híbrido, com sessões presenciais e virtuais. Marcel Van Hattem (Novo) cobra a reinstalação da comissão que discute a PEC da segunda instância. “E o relato deste projeto de resolução, que restabelece o trabalho das comissões, é o deputado Marcelo Ramos, que preside a Comissão da PEC da segunda instância. Espero que ele também faça aquilo que, no ano passado, já nos ajudou a fazer.”

Durante a sessão desta quinta-feira, 11, Ivan Valente (PSOL) demonstrou preocupação com as condições sanitárias na Casa. “A contaminação é explícita. São mais de 500 pessoas no plenário e não há como conter deputados para entrar nas comissões. Fomos favoráveis ao funcionamento da Comissão de Ética no ano passado, de forma remota. O presidente é que não abriu o Conselho de Érica. Temos casos escabrosos que precisam ser julgados”, ressaltou. O deputado participou de forma remota da sessão e cobrou o uso de máscara de parlamentares que estavam no plenário. As comissões terão liberdade para decidir se as sessões serão virtuais, presenciais ou mistas.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Porto Seguro

Atriz da Globo Marcella Maia diz ser vítima de transfobia em Porto Seguro

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

A atriz Marcella Maia, de 30 anos, denunciou, nesta quinta-feira (23), ter sido vítima de transfobia em Porto Seguro, Bahia. A artista mostrou os hematomas na região do pescoço, ombro e seio aos seguidores nas redes sociais. “Preconceito existe. Se cuidem. Sem chão, sem forças. Tô viva”, disse a atriz. “Meu corpo não merece isso”, continuou, acrescentando a hashtag “transfobia”.

A atriz compartilhou as imagens com o mais de 282 mil seguidores que possui no Instagram
Imagens: reprodução

Em nota da assessoria de Marcela, o caso aconteceu na madrugada de quarta-feira (22) na vila de Caraíva. Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na delegacia de Porto Seguro.

“A atriz está segura no momento e todas as medidas legais já estão sendo providenciadas”, disse o comunicado, que ainda agradeceu pela preocupação dos seguidores. 

Marcella viverá a personagem Morte na próxima novela das 19h da Rede Globo, “Quanto Mais Vida Melhor”. Em entrevista à Patrícia Kogut em 2020, a atriz revelou que ocultava o fato de ser uma mulher transexual. 

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16