Conecte-se conosco

Porto Seguro

Associação que fará a gestão do Centro Covid no Arraial é investigada por ganhar contrato de R$ 370 milhões supostamente com documento falso

Publicado

em

A Associação Saúde em Movimento, foi contratada pela prefeitura de Porto Seguro com dispensa de licitação para fazer o gerenciamento e operacionalização do Centro Covid por 6 meses, com valor mensal de R$1.385.347,08 (um milhão trezentos e oitenta e cinco mil trezentos quarenta e sete reais e oito centavos).

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) investiga a Organização Social Saúde em Movimento, com sede em Salvador, por supostamente utilizar documentação falsa para administrar o Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, na cidade de Maricá (RJ). As informações são da GloboNews.

De acordo com a reportagem, entre 8 empresas, a organização foi vencedora da licitação para a gestão da unidade de saúde, com um contrato no valor de R$ 370 milhões, assinado no dia 18 de março de 2021, com vigência de 2 anos. A associação é responsável pela compra de insumos e contratações de profissionais de saúde.

A documentação supostamente falsa seria um atestado de capacidade da organização social comprovando experiência técnica para assumir a gestão da unidade, uma das exigências no edital. O documento assinado pela Saúde em Movimento afirma que “vem executando, com boa qualidade técnica e de modo satisfatório, os serviços de Gestão, Planejamento, Operacionalização e Execução das ações e serviços de saúde no Hospital Salvador”, com vigência entre 15 de março de 2018 a 15 de março de 2020.

Porém, em entrevista à GloboNews, o advogado do Hospital Salvador, Francisco Ortigão, afirmou que o documento apresentado pela empresa é uma fraude e que nunca houve relação entre o hospital e a organização.

Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara – Imagem Vinícius Manhães

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar se houve falsidade ideológica ou outro tipo de crime na apresentação do atestado. O médico foi intimado para prestar depoimento. Para a reportagem da GloboNews, o advogado da Organização Social Saúde em Movimento negou qualquer tipo de irregularidade com a instituição.

A Prefeitura de Maricá, por meio de nota, que o município tem total interesse no esclarecimento do caso pelo MP e demais órgãos de controle para prestar todas as informações pertinentes. Ainda de acordo com a prefeitura, caso seja comprovada a falsidade da documentação, um processo administrativo será aberto para que seja feita a rescisão do contrato de gestão.

Fonte: Bocão News e GloboNews

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Porto Seguro

Atriz da Globo Marcella Maia diz ser vítima de transfobia em Porto Seguro

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

A atriz Marcella Maia, de 30 anos, denunciou, nesta quinta-feira (23), ter sido vítima de transfobia em Porto Seguro, Bahia. A artista mostrou os hematomas na região do pescoço, ombro e seio aos seguidores nas redes sociais. “Preconceito existe. Se cuidem. Sem chão, sem forças. Tô viva”, disse a atriz. “Meu corpo não merece isso”, continuou, acrescentando a hashtag “transfobia”.

A atriz compartilhou as imagens com o mais de 282 mil seguidores que possui no Instagram
Imagens: reprodução

Em nota da assessoria de Marcela, o caso aconteceu na madrugada de quarta-feira (22) na vila de Caraíva. Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na delegacia de Porto Seguro.

“A atriz está segura no momento e todas as medidas legais já estão sendo providenciadas”, disse o comunicado, que ainda agradeceu pela preocupação dos seguidores. 

Marcella viverá a personagem Morte na próxima novela das 19h da Rede Globo, “Quanto Mais Vida Melhor”. Em entrevista à Patrícia Kogut em 2020, a atriz revelou que ocultava o fato de ser uma mulher transexual. 

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16