Conecte-se conosco

Economia

Sol Cred soluções financeiras e tecnológicas abre suas portas

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

E será inaugurada na próxima segunda-feira a empresa Sol Cred soluções financeiras e tecnológicas, que é correspondente da Caixa Econômica Federal, e tem como foco criar soluções para os clientes que buscam uma saída para um financiamento habitacional ou mesmo uma assessoria na área de empréstimo ou financiamento.

“Além do serviço de financiamento habitacional oferecemos facilidade, rapidez e conforto no estabelecimento a qual estamos inaugurando nesta segunda-feira ( 2/8 ). Sabemos que um atendimento com excelência é fundamental além dos nossos produtos; empréstimo consignado abertura de contas pessoas físicas (PF) e pessoas jurídicas (PJ), consórcio imobiliário e de automóveis e cartão de crédito; oferecemos muito mais, nos consulte. Será uma alegria recebê-los”. Declarou Heliomarco Alves Rocha CEO da Sol Cred e especialista em soluções financeiras e tecnológicas.

A Sol Cred se propõe a ser  referência como Correspondente Caixa Aqui em Eunápolis e região, criando soluções com o que mais conecta clientes, através da oferta e distribuição de produtos e serviços financeiros da Caixa. 

Heliomarco Alves declara que “buscamos a excelência em nosso atendimento, a qualificação contínua dos nossos colaboradores e o equilíbrio sustentável com nossos parceiros. Tudo o que fazemos é para que nosso cliente tenha o melhor atendimento, a melhor experiência e a melhor solução financeira e tecnológica para seus negócios.”

O mercado de crédito imobiliário está bem aquecido, segundo informações da Caixa, foram R$ 65,4 bilhões em concessões, um crescimento maior que 36% na comparação com o mesmo período de 2020.

Com o resultado, a carteira de crédito habitacional da Caixa alcançou o volume de R$ 528,9 bilhões, um crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O banco segue como o maior financiador da casa própria no país, com 67,7% de participação no mercado, com estoque de 5,76 milhões de contratos, crescimento de 5,5% em relação ao primeiro semestre de 2020.

E sobre esse cenário o CEO da Sol Cred nos informa que é importante aproveitar as oportunidades de um mercado que vem se aquecendo e melhorando a cada dia.

Heliomarco Alves Rocha CEO da Sol Cred e especialista em soluções financeiras e tecnológicas

Heliomarco esclarece ainda que “atualmente o Brasil bateu recorde neste quadrimestre de financiamento imobiliário; e nós somos um braço da Caixa, que está ampliando esse atendimento para as pessoas, para poder ser um facilitador e intermediário desses financiamentos imobiliários assim também com a liberação de crédito para pequenas e microempresas. Nós da Sol Cred, correspondente bancário, temos essa visão de poder oferecer um serviço com qualidade e rapidez para que o cliente não precise necessariamente ter que pegar filas em bancos. Então nossa visão de mercado é acompanhar essa demanda crescente de financiamento de empréstimos sendo um um representante da Caixa Econômica Federal aqui em Eunápolis e região”.

“E complementando, hoje a Caixa Econômica Federal é o banco que mais financia a casa própria no Brasil, nós somos um banco que que facilita a aquisição da primeira casa do imóvel do cidadão brasileiro, é o banco 100% Federal voltada para esse desenvolvimento”. concluiu Heliomarco

Além de convidados e representantes da sociedade, estará presente na ocasião da inauguração o Gerente Geral da Caixa Econômica de Eunápolis Rodrigo Aparecido.

A Sol Cred será inaugura na próxima segunda-feira 2 de agosto às 09h00 da manhã. A empresa está localizada na Avenida Joana Angélica 375, no centro de Eunápolis. telefones (73) 3262-0601 ou (73) 9 9802-3558

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Economia

Produção agrícola em 2020 bate novo recorde e atinge R$ 470,5 bilhões

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

O valor da produção agrícola do país em 2020 bateu novo recorde e atingiu R$ 470,5 bilhões, 30,4% a mais do que em 2019. A produção agrícola nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas chegou, no ano passado, a 255,4 milhões de toneladas, 5% maior que a de 2019, e a área plantada totalizou 83,4 milhões de hectares, 2,7% superior à de 2019.

Os dados constam da publicação Produção Agrícola Municipal (PAM) 2020, divulgada hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Com a valorização do dólar frente ao real, houve também um crescimento na demanda externa desses produtos, o que causou impacto direto nos preços das principais commodities, que apresentaram significativo aumento ao longo do ano. Como resultado, os dez principais produtos agrícolas, em 2020, apresentaram expressivo crescimento no valor de produção, na comparação com o ano anterior”, explicou o IBGE.

A cultura agrícola que mais contribuiu para a safra 2020 foi a soja, principal produto da pauta de exportação nacional, com produção de 121,8 milhões de toneladas, gerando R$ 169,1 bilhões, 35% acima do valor de produção desta cultura em 2019.

Em segundo lugar no ranking de valor, veio o milho, cujo valor de produção chegou a R$ 73,949 bilhões, com alta de 55,4% ante 2019. Pela primeira vez desde 2008, o valor de produção do milho superou o da cana-de-açúcar (R$ 60,8 bilhões), que caiu para a terceira posição. A produção de milho cresceu 2,8%, atingindo novo recorde: 104 milhões de toneladas.

O café foi o quarto produto em valor de produção, atingindo R$ 27,3 bilhões, uma alta de 54,4% frente ao valor de 2019. Já a produção de café chegou a 3,7 milhões de toneladas, com alta de 22,9% em relação ao ano anterior, mantendo o Brasil como maior produtor mundial.

No ano passado, Mato Grosso foi o maior produtor de cereais, leguminosas e oleaginosas do país, seguido pelo Paraná, por Goiás e o Rio Grande do Sul.

Em relação ao valor da produção, Mato Grosso, destaque nacional na produção de soja, milho e algodão, continua na primeira posição no ranking, aumentando sua participação nacional para 16,8%, novamente à frente de São Paulo, destaque no cultivo da cana-de-açúcar. O Paraná, maior produtor nacional de trigo e segundo de soja e milho, ocupou, em 2020, a terceira posição em valor de produção, à frente de Minas Gerais, destaque na produção de café.

“O Rio Grande do Sul, que teve a produtividade de boa parte das culturas de verão afetadas pela estiagem prolongada no início de 2020, apresentou retração de 6,9% no valor de produção agrícola, caindo para a quinta posição no ranking, com participação nacional de 8,1%”, informou o IBGE,

Os 50 municípios com os maiores valores de produção agrícola do país concentram 22,7% (ou R$ 106,9 bilhões) do valor total da produção agrícola nacional. Desses 50 municípios, 20 eram de Mato Grosso, seis da Bahia e seis de Mato Grosso do Sul.

Sorriso (MT) manteve a liderança entre os municípios com maior valor de produção: R$ 5,3 bilhões, ou 1,1% do valor de produção agrícola do país. Em seguida, vieram São Desidério (BA), com R$ 4,6 bilhões, e Sapezal (MT) com R$ 4,3 bilhões.

Edição: Graça Adjuto

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16