Conecte-se conosco

Economia

Petrobras anuncia aumento de 5,9% do gás de cozinha nas distribuidoras

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Petrobras anunciou nesta sexta-feira (11) um aumento do gás de cozinha. A partir de segunda (14), o preço médio de GLP sofrerá reajuste de 5,9% nas distribuidoras para R$ 3,40 por quilograma (kg), o que representa aumento médio de R$ 0,19 por kg. Em maio, o preço do gás de cozinha subiu 1,24%, em média, em todo o Brasil. Já o gás encanado teve aumento de 4,58%.

Considerando que a conta de luz subiu 5,73% e a conta de água e esgoto teve alta de 1,61%, o grupo Habitação foi o que teve mais impacto no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) em maio. A inflação oficial do Brasil avançou 0,83% no mês passado, a maior taxa para maio desde 1996.

E para quem se pergunta se o preço do gás vai cair, podemos dizer que o cenário não é tão animador assim. O gás de cozinha ou encanado é um derivado do petróleo, e o barril do tipo Brent era negociado a US$ 72,40 na quinta-feira, muito próximo do patamar pré-pandemia. No período mais agudo da recente crise, o preço chegou a afundar para US$ 22,74. Se o petróleo está mais caro, o gás na sua cozinha também ficará.

Também é preciso considerar que a commodity é negociada em dólares. Hoje, cada dólar vale cerca de R$ 5. É verdade que o real está se valorizando perante a moeda norte-americana, mas a alta do preço do petróleo vem anulando este que seria um fator positivo no preço do gás.

Por outro lado, a Petrobras também anunciou nesta sexta que reduzirá o preço médio da gasolina nas refinarias em cerca de 2%, ou R$ 0,05 por litro, para R$ 2,53 por litro a partir de sábado. O preço médio do diesel, por sua vez, não sofrerá alterações.

Por CNN Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Economia

Guedes afirma que dólar deveria estar ‘entre R$ 3,80 e R$ 4,20’.

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Paulo Guedes, afirmou que a cotação do dólar deveria estar caindo, mas que “o barulho político” mantém a moeda norte-americana em alta.

Nesta terça, o dólar fechou o dia em alta de 0,65%, cotado a R$ 5,2578. Com o resultado, a moeda norte-americana acumula alta de 1,7% no mês e de 1,36% no ano.

“Esse dólar já era para estar descendo mesmo, mas o barulho político não deixa descer”, afirmou durante evento de um banco de investimentos em São Paulo.

Segundo o ministro, com o desempenho da balança comercial brasileira e a “austeridade” dos gastos públicos, a taxa de câmbio deveria estar entre R$ 3,80 e R$ 4,20.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16