Conecte-se conosco

Brasil

Incêndio na sede da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul

Publicado

em

O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) abriu, neste domingo (2), dois acessos às ruínas da sede da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP-RS), em Porto Alegre, nas buscas pelos militares desaparecidos desde o incêndio de quarta-feira (14).

Os bombeiros Deroci de Almeida da Costa, primeiro-tenente do CBM, e Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, segundo-sargento, foram vistos pela última vez durante a operação de combate às chamas no prédio.

Prédio foi consumido pelo fogo e parcialmente destruído. Andares superiores desabaram. Dois bombeiros que trabalhavam para conter as chamas estão desaparecidos.

De acordo com o secretário de segurança pública, Ranolfo Vieira Júnior, foram destruídos apenas bens materiais como equipamentos e móveis, já que os sistemas são todos digitalizados.

Cerca de 95 mil processos do Detran foram perdidos e o monitoramento por câmeras do Departamento de Comando e Controle Integrado ainda não foi totalmente restabelecido em cidades do interior. A central foi criada em 2014, para a Copa do Mundo, e teve investimento do estado de R$ 35 milhões em equipamentos.

Segundo o governo, o incêndio não afetou os trabalhos de policiamento e os 300 funcionários que trabalhavam no prédio estão sendo realocados.

Bombeiros Deroci de Almeida da Costa e Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós estavam desaparecidos após incêndio em prédio da SSP-RS — Foto: CBMRS/Divulgação; Rodrigo Ziebell / Ascom GVG

Bombeiros abrem dois acessos no prédio da SSP-RS para operação de busca a militares desaparecidos

Tenente Deroci de Almeida da Costa e sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós foram vistos pela última vez na noite de quarta (14), durante operação para apagar incêndio na sede da Secretaria da Segurança Pública, em Porto Alegre.

Bombeiros atuam com o apoio de cães na operação de busca por militares na sede da SSP-RS, em Porto Alegre, neste domingo (18). — Foto: Rodrigo Ziebell/SSP-RS/Divulgação

G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

Fusão de DEM e PSL criará a maior bancada do Câmara dos Deputados

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Encaminhada para os ajustes finais, a fusão dos partidos Democratas (DEM) e Partido Social Liberal (PSL) irá formar a maior bancada da Câmara dos Deputados, um movimento que precipita mudanças eleitorais e almeja o posto de “terceira via” nas eleições de 2022.

Enquanto o DEM já disse sim à união, o PSL deve dar o aval final na próxima terça-feira (28), quando o partido reúne-se para discutir os últimos detalhes do acordo.

A convenção conjunta com mais detalhes da fusão está prevista para o começo de outubro.

A soma é favorável: para os experientes políticos que compõem a coligação, o cálculo de 2+2 é igual a 5.

Isso porque o novo partido terá acesso a um fundo partidário de R$ 160 milhões pronto para almejar o campo da “terceira via” no próximo pleito eleitoral. Há conversas, inclusive, de uma possível candidatura presidencial do novo partido.

Os planos encontram ruídos nos estados no Nordeste, mas os partidos se antecipam às mudanças previstas na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional, que devem diminuir significativamente o número de partidos no Brasil.

Cálculos obtidos pela CNN estimam que, em 5 anos, o país deixará de ter 33 partidos para um total de 12 siglas.

Por CNN Brasil

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16