Conecte-se conosco

Brasil

Pfizer pede inclusão em bula da indicação de vacina para crianças

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

A Agência Nacional de Vigilância Nacional (Anvisa) divulgou nota, ontem (12), informando que, até o momento, somente a Pfizer solicitou a inclusão em bula da indicação da vacina contra a covid-19 para crianças com 12 anos ou mais.

De acordo com a agência, o pedido já foi autorizado e a indicação para esta faixa etária incluída na bula da vacina Comirnaty.

A Anvisa informou, ainda, que “não há solicitação do Instituto Butantan para alteração de bula da CoronaVac e inclusão de crianças e adolescentes. Portanto, não há pedido dependendo de análise da Anvisa”.

“A competência para solicitar a inclusão de novas indicações na bula é do laboratório, e deve ser fundamentada em estudos que sustentem a indicação pretendida tanto em relação aos aspectos de segurança como de eficácia”, informou a Anvisa.

Acrescentou que, desde o início do ano passado, a Anvisa tem realizado um troca de informações frequentes com os laboratórios envolvidos no desenvolvimento de vacinas contra a covid-19, assim como tem acompanhado todas as publicações científicas sobre o tema. Porém, não há pedido de aprovação da CoronaVac para esta faixa etária.

“A decisão sobre o registro e alterações no pós-registro de uma vacina ou medicamento é da área técnica. Para as vacinas em uso emergencial esta decisão é da diretoria colegiada”, explicou a Anvisa.

Agência Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

Pesquisa indica que dar 7 mil passos por dia é o ideal para reduzir o risco de mortalidade

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Caminhar é uma atividade aeróbia que traz diversos benefícios para a saúde. Melhora o sistema cardiovascular, fortalece os músculos e reduz a ansiedade.

O importante é que a atividade seja regular e que respeite o condicionamento físico e o ritmo de cada um.

E um novo estudo da Universidade de Massachusetts indica que o ideal e caminhar sete mil passos por dia.

Os pesquisadores norte-americanos chegaram a essa conclusão após acompanhar duas mil 110 pessoas, com idades entre 38 e 50 anos, por cerca de uma década.

O estudo mostrou que os participantes que deram pelo menos sete mil passos por dia tiveram um risco de mortalidade entre 50 por cento e 70 por cento menor, que aqueles que andaram menos.

Para quem quiser alcançar essa meta, a contagem dos passos pode ser feita com o uso de aplicativos ou de recursos do celular. 

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16