Conecte-se conosco

Brasil

Ministro das Comunicações critica quem lamenta mortes por Covid-19

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Após o Brasil atingir a alarmante marca de 500 mil mortos em decorrência da Covid-19, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, criticou aqueles que lamentam as perdas. Segundo ele, políticos, artistas e jornalistas que se manifestam nesse sentido “torcem pelo vírus”. 

Uma hora depois, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, usou o Twitter para lembrar a marca alcançada e prestar solidariedade às famílias dos mortos. O presidente Jair Bolsonaro mantém o silêncio em relação aos mortos. 

“Em breve vcs verão políticos, artistas e jornalistas ‘lamentando’ o número de 500 mil mortos. Nunca os verão comemorar os 86 milhões de doses aplicadas ou os 18 milhões de curados, porque o tom é sempre o do ‘quanto pior, melhor’. Infelizmente, eles torcem pelo vírus”, escreveu Faria em suas redes sociais, na tarde deste sábado.

Atualmente, apenas 11,5% dos brasileiros receberam duas doses da vacina. Para frear a pandemia no Brasil, especialistas apontam a necessidade de a vacinação alcançar médias acima de 40%. 

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

Fusão de DEM e PSL criará a maior bancada do Câmara dos Deputados

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Encaminhada para os ajustes finais, a fusão dos partidos Democratas (DEM) e Partido Social Liberal (PSL) irá formar a maior bancada da Câmara dos Deputados, um movimento que precipita mudanças eleitorais e almeja o posto de “terceira via” nas eleições de 2022.

Enquanto o DEM já disse sim à união, o PSL deve dar o aval final na próxima terça-feira (28), quando o partido reúne-se para discutir os últimos detalhes do acordo.

A convenção conjunta com mais detalhes da fusão está prevista para o começo de outubro.

A soma é favorável: para os experientes políticos que compõem a coligação, o cálculo de 2+2 é igual a 5.

Isso porque o novo partido terá acesso a um fundo partidário de R$ 160 milhões pronto para almejar o campo da “terceira via” no próximo pleito eleitoral. Há conversas, inclusive, de uma possível candidatura presidencial do novo partido.

Os planos encontram ruídos nos estados no Nordeste, mas os partidos se antecipam às mudanças previstas na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional, que devem diminuir significativamente o número de partidos no Brasil.

Cálculos obtidos pela CNN estimam que, em 5 anos, o país deixará de ter 33 partidos para um total de 12 siglas.

Por CNN Brasil

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16