Conecte-se conosco

Brasil

Arábia Saudita suspende importação de frango da JBS e outras 2 empresas

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Matéria da Equipe TradeMap, divulgou que a Arábia Saudita, segundo maior comprador de carne de frango do Brasil, suspendeu as exportações de três frigoríficos brasileiros, que correspondem a onze unidades fabris — sete da JBS, três da Vibra Agroindustrial e uma da Agroaraçá.  

A decisão consta na lista da Saudi Food and Drug Authority (SFDA, na sigla em inglês), autoridade sanitária do governo saudita. Sem maiores detalhes, o texto  apresenta apenas quais são as plantas do Brasil que têm autorização para exportar para o país e quais estão suspensas.

O documento da SFDA, disponível em seu site, indica que duas das unidades suspensas são da JBS Aves, de Passo Fundo (RS) e de Montenegro (RS). Outras cinco são da Seara — em Brasília (DF), Campo Mourão (PR), Amparo (SP), Ipumirim (SC) e Caxias do Sul (RS). 

Com isso, o grupo JBS, que é uma das principais companhias de alimentos do mundo, fica fora deste mercado no segmento de aves.

Por outro lado, a concorrente BRF não teve nenhuma fábrica suspensa nesta atualização de habilitações da SFDA. Quatro de suas unidades permanecem ativas — em Capinzal (SC), Buriti Alegre (GO), Nova Mutum (MT) e Videira (SC) —, porém duas já estavam suspensas desde o ano passado: Dois Vizinhos (PR) e Francisco Beltrão (PR). 

Sendo assim, o mercado saudita permanece acessível apenas para a BRF e outras cinco empresas exportadoras menores, quando comparadas às gigantes do setor.

A companhia JBS dona de marcas como Seara, Friboi e Swift já emprega 120 mil funcionários no Brasil  / imagem divulgação

O governo brasileiro recebeu a informação “com surpresa e consternação” e pretende levar o caso à Organização Mundial do Comércio (OMC) caso se comprove a imposição de barreira indevida, conforme nota conjunta dos ministérios da Agricultura e Relações Exteriores divulgada na quinta-feira, 06.

“Todas as vias bilaterais e multilaterais serão empregadas com vistas à pronta resolução da questão”, destacou o comunicado dos ministérios. Em vista da decisão unilateral, as autoridades buscam esclarecer o episódio e entender a motivação do país arábe. 

leia mais

com Equipe TradeMap

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

Por não querer ser vacinado Bolsonaro será impedido de ir a Assembleia-Geral da ONU

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Os Estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) devem deliberar nesta quinta-feira (16) se exigirão que todos os presentes à Assembleia-Geral do órgão, na próxima semana, apresentem comprovantes de vacinação contra a Covid-19 para serem admitidos ao prédio da ONU, em Nova York.

Caso decidam pela obrigatoriedade da imunização, isso poderia barrar a participação do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que oficialmente não está vacinado. Tradicionalmente, o chefe de Estado brasileiro faz o primeiro discurso entre os líderes no evento, marcado para o próximo dia 21.

Bolsonaro na gravação de seu discurso à Assembleia Geral da ONU em setembro de 2020; fato de presidente não ter se vacinado contra Covid-19 pode impedir sua participação presencial no evento deste ano — Foto: Presidência da República

Há dois dias, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro voltou a repetir que não havia tomado imunizantes contra a doença, que já matou 580 mil brasileiros. Ele citou um suposto resultado do exame IGG, que mede a quantidade de anticorpos para uma dada doença no corpo, como justificativa para não ter se vacinado.

“Eu não tomei vacina, estou com 991 (nível do IGG). Eu acho que eu peguei de novo (o vírus) e nem fiquei sabendo”, afirmou Bolsonaro.

Inicialmente, a Assembleia-Geral da ONU cogitou aceitar que autoridades de alto nível apenas declarassem na entrada não estar com sintomas nem ter estado em contato próximo com pessoas infectadas para que fossem admitidas no evento.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16