Conecte-se conosco

Bahia

Baianos atrasam vacinação da 2ª dose

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Mais de 400 mil baianos não compareceram aos postos de vacinação para receber a segunda dose contra a Covid-19 dentro do prazo, comprometendo a imunização. Mesmo disponíveis, 319 mil doses da marca AstraZeneca e 86 mil da Coronavac continuam aguardando que as pessoas que já receberam a primeira dose retornem aos locais de vacinação. Quem explica a importância da segunda dose é a coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde do Estado, Vânia Vanden Broucke. “É fundamental que as pessoas recebam a segunda dose no prazo por causa da eficácia. A resposta da imunização é melhor quando a gente tem a conclusão do esquema vacinal”.

Saiba mais: Confira o vacinômetro e tire dúvidas sobre a Vacinação Contra o Coronavírus na Bahia.

A coordenadora chama a atenção para os prazos. “As pessoas devem retornar aos postos de vacinação de acordo com os aprazamentos de cada uma das vacinas. Se a pessoa tomou a vacina Coronavac do Butantan, o intervalo entre a primeira e a segunda dose é de 28 dias. Em relação às vacinas AstraZeneca e Pfizer, o intervalo recomendado entre a primeira e a segunda dose é de 84 dias, ou seja, 12 semanas”, afirma a coordenadora. Ela enfatiza que a eficácia é maior com a segunda dose. “O tempo entre as doses é recomendado pelo Programa Nacional de Imunização. Somente assim a pessoa vai poder obter uma melhor resposta imune e aumentar a sua proteção contra a doença”.

A Secretaria da Saúde do Estado reforça a convocação e informa que as doses podem ser aplicadas inclusive em municípios diferentes daqueles onde a primeira foi aplicada. “Se a pessoa se mudou, está em tratamento ou trabalhando em outra cidade, ela não vai precisar retornar ao município onde tomou a primeira dose para receber a segunda. Embora o ideal seja que cada pessoa receba a segunda dose no mesmo município onde foi ministrada a primeira, havendo uma justificativa, a segunda dose pode e deve ser feita em qualquer um dos municípios. A gente reforçou isso com as prefeituras”, afirma Vanden Broucke.

A coordenadora informa que não estão faltando vacinas na Bahia para a aplicação da segunda dose. “As unidades foram entregues pelo Governo do Estado aos municípios de acordo com o número de primeiras doses enviadas anteriormente, e aguardam que a população compareça para completar o esquema de vacinação. Com o atraso na aplicação das segundas doses, nós orientamos que sejam utilizadas sempre as unidades mais próximas do prazo de vencimento, fazendo a permuta dos lotes, bastando-se respeitar aí a reserva dos lotes para as segundas doses de acordo com as primeiras aplicadas”.

Vânia destaca também a importância de que os municípios mantenham atualizado o sistema, informando quantas doses foram aplicadas. “É muito importante que os municípios façam os registros das aplicações em tempo oportuno, no mesmo dia, porque muitas vezes as pessoas já foram imunizadas com a segunda dose, mas no sistema a gente ainda não identifica essa aplicação. Então a gente acaba contabilizando como atraso doses que já foram aplicadas”.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Rui entrega mais 49 viaturas para a PM e anuncia convocação de 1,7 mil policiais militares

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

O governador Rui Costa entregou mais 49 viaturas para a Polícia Militar da Bahia (PMBA), ampliando a frota da corporação, nesta segunda-feira (27). Ele anunciou também a blindagem dos veículos da PM baiana e a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. A entrega e os anúncios foram realizados em evento na Secretaria da Segurança Pública (SSP), com a presença do secretário da pasta, Ricardo Mandarino, do comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, e da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito.

Rui destacou que as novas viaturas não estão substituindo outras mais antigas, mas ampliando a frota. “De 2015 até hoje, nós já entregamos, de viaturas novas, 3.269 para a Polícia Militar, 500 para o Corpo de Bombeiros, 852 para a Polícia Civil e 118 para a Polícia Técnica. Esse número representa o nosso esforço para garantir a polícia equipada com veículos novos para o enfrentamento e para o policiamento”, afirmou.

Entre os veículos, a viatura entregue para o Bope vem com uma blindagem frontal para melhor proteção dos policiais. “E eu vou pedir que seja feito um estudo com uma empresa especializada para que seja feita a blindagem dessas outras 48 viaturas que estão sendo entregues. Iremos fazer isso progressivamente em todas as viaturas próprias do Estado da Bahia. E todas as viaturas que nós adquirirmos daqui para frente já serão entregues com esta blindagem”, disse o governador.

O comandante-geral da PM elogiou a entrega e o anúncio da blindagem das viaturas. “É uma política de governo, de proteção aos policiais militares que estão no serviço operativo. Com isso, faremos uma segurança pública mais eficiente para a sociedade”.

Nos próximos dias, a Bahia também receberá um conjunto de 150 motocicletas. “Serão veículos com uma potência maior para colocarmos policiamento em dupla e mais intenso. Vamos para o enfrentamento ao crime, que acontece, principalmente, quando aqueles que estão cometendo ato criminoso estão com moto e, por isso, têm mais facilidade de fuga, por causa da mobilidade”, acrescentou Rui.

Concursos

No evento, o governador anunciou a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. “Nós tivemos 2,7 mil aprovados. Estamos terminando o treinamento de mil policiais e, assim que concluir esse treinamento, será feito um esforço para treinamento de um número maior. Até dezembro do ano que vem, já deveremos ter convocado os que faltam”.

Rui comentou ainda sobre o novo concurso para a Polícia Civil. “Só poderemos fazer o concurso a partir de janeiro, mas já autorizei todos os trâmites de contratação da empresa para 1 mil vagas da Polícia Civil”.

O secretário Ricardo Mandarino ressaltou a importância dos investimentos em segurança pública. “Segurança pública custa caro, e a segurança pública da Bahia é sofisticada. Quando vem alguém de fora do estado e conhece o nosso centro de identificação de veículos e de rostos, fica impressionado”.

São 49 Rangers, no valor de R$ 137 mil cada

As viaturas serão distribuídas para as localidades de Passagem dos Teixeiras, Candeias, Simões Filho, Pojuca, Camaçari, Monte Santo, Crisópolis, Biritinga, Araci, Feira de Santana, Maragogipe, Santo Amaro, Catú, Itabuna, Itapé, Camamu, São Benedito, Gandu, Nova Ibiá, São José da Vitória, Porto Seguro, Paulo Afonso, Pedro Alexandre, Senhor do Bonfim, Campim Grosso, Sento Sé, Barreiras, Macaúbas, Jaguaquara, Jequié, Lençóis, Seabra, Morro do Chapéu, Lapão e Irecê.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16