Conecte-se conosco

Bahia

Professores e estudantes do Ensino Médio retornam para as salas de aula em toda a Bahia

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Estudantes do Ensino Médio, professores e trabalhadores da Rede Estadual de Ensino já estão em sala de aula na Bahia. O retorno às escolas reuniu, nesta segunda-feira (26), a comunidade escolar que desde março de 2020 não participava do ensino presencial. No dia 15 de março deste ano, as aulas voltaram, mas apenas de forma remota. O retorno dos estudantes do Ensino Fundamental está programado para o dia 9 de agosto.

Para o retorno presencial, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 305 milhões na requalificação e adaptação das escolas públicas. Foram realizadas manutenções e adequações que possibilitam que os estudantes obedeçam protocolos sanitários, como distanciamento social e uso de álcool em gel, além do uso obrigatório de máscaras.

Do município de Nova Ibiá, em visita ao Colégio Estadual Maria Lopes Leal, o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, comentou a volta às aulas presenciais. “São 780 mil estudantes do ensino médio previstos para iniciar nessa data. Os outros 120 mil do ensino fundamental, iniciaremos no dia 9 de agosto. Vamos aguardar esta semana para a gente poder fortalecer ainda mais o chamamento. Agora, é importante que os pais, as mães e que os responsáveis possam ir numa escola ver o nível de segurança protocolar para que realmente a gente possa garantir uma segurança da saúde dos professores, dos servidores e dos estudantes”.

Rodrigues comentou, ainda, sobre o diálogo com a APLB. “Nós estamos conversando, mas a determinação e a orientação do governador é que a gente possa abrir as escolas. Nós já temos os indicadores que nos levaram a essa decisão, de índice de infecção, de unidades hospitalares e UTIs com disponibilidade. Um ano e meio sem atividades, não dá para a gente continuar com a perda e com o prejuízo para e educação e para a formação cidadã. Portanto, nós estamos, sim, confiantes que aos poucos nós fortaleceremos esse movimento de retorno às atividades presenciais, três dias nas escolas, três dias em casa”.

Comunidade escolar

A diretora do Colégio Estadual Pinto Aguiar, Paula Ramos, reforçou o chamado para toda a comunidade escolar. “Alunos, venham para as nossas aulas porque a escola está preparada para receber vocês. Aulas presenciais segunda, quarta e sexta para o grupo 1, e terça, quinta e sábado para o grupo 2, para que todos vocês possam recuperar a aprendizagem”, enfatizou.

Os estudantes aprovaram a volta às aulas. Rafael Luís, 17 anos, do Colégio Estadual Pinto de Aguiar, localizado em Salvador, é um deles. “Eu estou achando incrível porque, com as aulas online, você fica com mais dificuldade para conseguir aprender os assuntos. Então, ter aula aqui é mais fácil, na frente de alguém que a gente gosta, que pode ensinar a gente, que passa um sentimento bom daquelas atividades”.

Miguel de Souza Gomes, 19 anos, estudante do 3º Ano do Colégio Manoel Devoto, situado no Rio Vermelho, na capital baiana, também aprovou a iniciativa. “Sobre o retorno da volta às aulas, eu acho mais acessível para mim pelo fato de eu estar sem celular. Isso é meio complicado, estar acompanhando os professores pelo aplicativo do Classroom. Com o retorno das aulas, fica mais acessível”, avaliou.

Fonte: Governo do Estado

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Prorrogada fase de avaliação das inscrições do Bolsa Esporte até 28 de setembro

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), da última terça-feira (21), portaria nº 96/2021 que prorroga a fase de avaliação das inscrições e análises dos documentos dos atletas, do Edital do Bolsa Esporte nº 01/2021, até o próximo dia 28 de setembro. O Edital e seus anexos podem ser consultadas no site da Sudesb.

Com um investimento de R$ 1,2 milhão, o edital oferece benefícios mensais de R$ 380 a R$ 2 mil para atletas baianos radicados no estado, desde a iniciação até o alto rendimento. O apoio é concedido pelo prazo de 1 ano e renovável por igual período. Serão atendidas 37 modalidades olímpicas e 21 paralímpicas, além de mais 25 classificadas como modalidades reconhecidas e vinculadas.

Criado em 2011, o Bolsa Esporte já investiu cerca de R$ 4,8 milhões nos seis editais.

Fonte: Ascom/Sudesb

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16