Conecte-se conosco

Sociedade

Escritor e jornalista Artur Xexéo morre aos 69 anos

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

 Ele tinha 69 anos e estava internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio.

Xexéo foi diagnosticado com um câncer tipo linfoma não-hodgkin de célula T duas semanas atrás. Ele teve uma parada cardiorrespiratória na sexta-feira (25) e morreu neste domingo.

Xexéo foi diagnosticado apenas duas semanas atrás com um linfoma não Hodgkin de células T. Fez a primeira sessão de quimioterapia na quinta e passou mal à noite. Na sexta, teve uma parada cardiorrespiratória, logo revertida. Mas, em função dela, não resistiu e morreu na noite deste domingo. Artur Xexéo deixa o companheiro, Paulo Severo, com quem foi casado por 30 anos.

Entre os seus livros estão “Janete Clair: a usineira de sonhos”, “O torcedor acidental (crônicas)” e “Hebe, a biografia”. Escreveu ainda, junto com Carlos Heitor Cony e Heródoto Barbeiro, “Liberdade de Expressão”.

Colunista do jornal “O Globo” e comentarista da GloboNews, ele também teve passagens por “Veja” e “Jornal do Brasil”. Desde 2015, participava da transmissão do Oscar na Globo. Também ficou conhecido no rádio. Na CBN, estreou ao lado de Carlos Heitor Cony como comentarista.

“Tudo que eu faço, o que eu edito, o que eu escrevo, é em nome do leitor. Então, eu acho que ele tem o direito de reivindicar, de gostar, de não gostar, de reclamar, de escrever, de se colocar, de se posicionar, eu gosto de participar dessa troca”, afirmou, durante uma das várias entrevistas concedidas ao longo de sua carreira.

Xexéo também foi dramaturgo. Escreveu o musical “A Garota do Biquíni Vermelho” e a peça “Nós sempre teremos Paris”. Traduziu o espetáculo musical “Xanadu”, dirigido por Miguel Falabella, e “Love Story, o musical”, dirigido por Tadeu Aguiar. Foi responsável também pelos musicais “Cartola – o mundo é um moinho” e “Minha Vida Daria Um Bolero”. Em 2019, fez a adaptação do musical “A cor púrpura”.

Um de seus últimos espetáculos escritos foi “Bibi, uma vida em musical”, em homenagem à diva do teatro Bibi Ferreira.

Por G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sociedade

Youtuber é preso por suspeita de estupro de vulnerável

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

A Polícia do Rio de Janeiro prendeu o youtuber Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como “Raulzito“, acusado de estupro de vulnerável. Após a prisão do influenciador, o SBT anunciou que demitiu o profissional, que estava contratado desde o começo do ano.

Em nota, a emissora afirmou que o streamer, que estava apresentando o SBT Games, não faz mais parte do quadro de parceiros da empresa. “O SBT informa que o youtuber Raulino de Oliveira Maciel, o ‘Raulzito’, não integra mais o quadro de streamers de SBT Games, do qual fez parte desde o início deste ano“, afirmou o comunicado.

“Ele era produtor de conteúdo não exclusivo da plataforma, não tendo nesta condição direito algum em usar o nome da emissora em negociações fora das propriedades de SBT Games. O SBT aguarda a elucidação dos fatos e resultado da investigação, que resultou na prisão do youtuber na manhã desta terça-feira (27)”, completou o canal.

O youtuber Raulino de Oliveira Maciel sendo levado preso

De acordo com a Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), os casos envolvendo o investigado teriam ocorrido em Niterói (RJ) e São Caetano do Sul (SP).

A polícia disse que era por meio de um perfil em uma rede social que o youtuber entrava em contato com as crianças e prometia acesso a trabalhos.

Ele sempre alegava ser contratado de uma emissora. Ao menos duas supostas vítimas menores de idade prestaram depoimento à polícia do Rio de Janeiro, mas há suspeita de que outros tenham sido vítimas do influenciador.

“Após fatos noticiados por mãe de uma das vítimas que dirigiu-se à DCAV após ouvir relato de seu próprio filho dos abusos que sofrera desde o mês de fevereiro até meados de maio, outra vítima, também menor de doze anos, confirmou na sede da DCAV que também sofreu abusos e foram tantas as vezes que ambas não sabem ordenar cronologicamente de que maneira ocorreram”, informou a delegacia, em comunicado.

No Instagram, “RaulZito” soma mais de 200 mil seguidores e, no YouTube, são mais de 140 mil inscritos.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16