Conecte-se conosco

Bahia

Mais de 3,9 mil empregos serão promovidos no interior da Bahia

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Investimentos previstos em mais de R$ 3,7 bilhões serão aplicados nas implantações de seis unidades industriais em cinco municípios baianos. Juntas, as empresas devem gerar mais de 3,9 mil empregos indiretos durante a fase de construção. Os protocolos de intenções foram assinados na quarta-feira (23) na Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Na fase de operação serão criados 520 novos postos de trabalho.

“São diversos produtos de segmentos diferentes que serão ofertados quando as empresas estivem operando. Queremos fazer a economia crescer, melhorar o padrão de vida das pessoas, desenvolver a Bahia e reduzir as desigualdades regionais”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico Nelson Leal.

Em Antônio Gonçalves, São Gabriel, Mirangaba, a Casa dos Ventos deve investir mais de R$ 3,7 bilhões para implantar centrais eólicas destinadas a geração de energia elétrica. Somando, as centrais terão capacidade instalada prevista em até 4.098 Gigawatt-hora (GWh) por ano. Durante a fase de construção serão promovidos 3,8 mil novos postos de trabalho. Já na fase de operação, 23 empregos diretos serão gerados.

No município de Feira de Santana, R$ 15 milhões de investimentos privados serão destinados para instalar a Indústria Ameko, que fabricará computador, monitor, processador, teclado e mouse. Enquanto a indústria de Colchões e Ortosonho será destinada à produção de cama, colchões e estofados. As empresas devem gerar 400 empregos diretos e indiretos durante as instalações das unidades.

Já em Cruz das Almas, a indústria Cruzalmense de Estofados e Colchões instalará uma unidade industrial para fabricação de colchão de espuma, colchão de madeira, colchão de mola, colchão box e estofados, com investimentos de até R$ 2 milhões. A capacidade de produção será de até 75,3 mil unidades por ano.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Invasões em áreas da Marinha em Mogiquiçaba são feitas às autoridades

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

ESPECIAL POR A GAZETA BAHIA – Após a constatação de crimes ambientais, invasões de áreas da Marinha, construções irregulares, e outras ações predatórias que estão sendo praticadas de forma irresponsável no centenário distrito de Mogiquiçaba, no município de Belmonte, moradores resolveram ingressar com ações junto ao Ministério Público Estadual, com o objetivo de impedir essas ações criminosas e devastadoras contra a natureza naquela paradisíaca localidade até bem pouco tempo, praticamente intocável.

As denúncias junto às autoridades apontam uma série de ações criminosas e cobram do Ministério Público intervenções imediatas para a suspensão das práticas predatórias que podem comprometer gerações futuras com graves consequências ao meio ambiente e à natureza.
Na quinta-feira, 22, a reportagem do agazetabahia esteve em Mogiquiçaba, e pode constatar as invasões em áreas da Marinha, destruição de manguesais, construções em andamento, homens trabalhando nas áreas de praia, instalações elétricas irregulares com fios expostos levando perigo aos turistas, e outros crimes.

Apesar de o Ministério Público já ter sido alertado sobre esses crimes, a inércia ainda predomina e os crimes ambientais continuam avançado.
Por outro lado, mesmo a Prefeitura de Belmonte ter sido intimada acerca da situação, ainda não foram tomadas as medidas cabíveis parar coibir esses crimes ambientais ou evitar a destruição da natureza naquela localidade de rara beleza.

Nesta segunda-feira, 26, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Adolfo Meneses, defendeu uma política específica para a proteção dos manguezais da Bahia, enfatizando que são fundamentais para evitar as mudanças climáticas, e que são berçários para diversas especies de bichos e mariscos, fundamentais para a vida marinha.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16