Conecte-se conosco

Economia

Pacotes de tarifas bancárias chegam a custar até 50% mais caro de um banco para o outro

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Por regra, os bancos devem oferecer aos correntistas quatro pacotes com os mesmos serviços.

E o Procon de São Paulo analisou os custos dos desses serviços padronizados em seis das principais instituições financeiras do país.

Foram considerados valores vigentes em 02/06/2020 e em 25/05/2021.

As tabelas foram coletadas nos próprios sites das instituições financeiras.

Nesse quesito, a maior diferença encontrada foi de 50,48% no chamado pacote padronizado IV: enquanto no Itaú o valor praticado era de R$ 46,65, no Banco Safra custava R$ 31,00.

O órgão de defesa do consumidor também constatou que, entre o ano passado e este ano, Bradesco, Itaú e Santander elevaram os preços dos quatro pacotes padronizados. O Banco do Brasil, a Caixa e o Safra, que completam a lista dos bancos analisados, não alteraram os valores.

Já em relação aos serviços prioritários, como são classificados serviços como emissão de 2ª via de cartão e emissão de cheque administrativo, entre outros, a diferença de um banco para outro é ainda maior: chaga a 900%

A tarifa para “compra de moeda estrangeira, na modalidade cheque viagem”, que custa R$ 25 reais, no Bradesco, sai por R$ 250 no Banco do Brasil.

Vale lembrar, antes de terminar, que todo consumidor tem direito de optar por um pacote de serviços essenciais nas instituições bancárias – pacote que deve ser oferecido gratuitamente pelo banco.

Entre os serviços que devem ser oferecidos no pacote essencial estão quatro saques, dois extratos e duas transferências por mês.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Economia

Petrobras assina contrato para venda da Gaspetro

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

A Petrobras assinou hoje (28) o contrato para a venda da totalidade de sua participação (51%) na Petrobras Gás S.A. (Gaspetro). O valor da venda é de R$ 2,03 bilhões, assinado com a empresa Compass Gás e Energia S.A., deve ser pago no fechamento do acordo e está sujeito aos ajustes previstos no contrato. 

O fechamento da transação está sujeito a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A Petrobras informou, em nota, que até o fechamento da transação, observará as disposições constantes dos acordos de acionistas da Gaspetro e das distribuidoras de gás natural, inclusive quanto aos direitos de preferência. 

A Gaspetro é uma holding com participação societária em 19 companhias distribuidoras de gás natural, localizadas em todas as regiões do Brasil. Suas redes de distribuição somam aproximadamente 10 mil quilômetros, atendendo a mais de 500 mil clientes, com volume distribuído de cerca de 29 milhões metros cúbicos por dia.

A Compass, que adquiriu a Gaspetro, pertence ao Grupo Cosan, e foi criada em 2020 para atuar no segmento de gás e energia. Atualmente é controladora da Comgás, maior distribuidora de gás do país com mais de 19 mil quilômetros de rede instalada e 2,1 milhões de clientes e com presença em 94 municípios do estado de São Paulo.

Agência Brasil

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16