Conecte-se conosco

Economia

Petrobras reduz preço da gasolina em R$ 0,05 nas refinarias

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

O preço do litro da gasolina nas refinarias foi reduzido em R$ 0,05. O novo valor já está em vigor deste sábado (12), devendo ficar em R$ 2,53 por litro de gasolina vendido nas refinarias. O preço praticado nos postos dependerá de cada estabelecimento repassar ou não a redução.

“Importante reforçar o posicionamento da Petrobras que busca evitar o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais. Nossos preços seguem buscando o equilíbrio com o mercado internacional e acompanham as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo. Os reajustes são realizados a qualquer tempo, sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo. Isso possibilita a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível”, explicou a estatal.

A Petrobras frisou que os preços de combustíveis e suas variações para mais ou para menos – associadas ao mercado internacional e à taxa de câmbio – têm influência limitada sobre os preços percebidos pelos consumidores finais.

Liberdade de preços

“Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, a mudança no preço final dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de etanol anidro, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos postos revendedores de combustíveis” informou a empresa.

O preço médio do litro da gasolina no país, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foi de R$ 5,65, no dia 23 de maio, último dado disponível. Na cidade do Rio, o valor médio da gasolina está em R$ 6,16. Em São Paulo, R$ 5,45. E, em Brasília, R$ 5,79. No início do ano, o litro da gasolina era vendido, em média, a R$ 4,62 no país.

Agência Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Economia

Para 87% dos brasileiros, compras e contas têm ficado mais caras

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Pesquisa PoderData mostra que 87% dos brasileiros têm a impressão de que compras do mercado e contas ficaram mais caras nas últimas semanas.

Realizado de 19 a 21 de junho de 2021, o levantamento mostra que o número sofreu um lento declínio ao longo de 10 meses. Em setembro de 2020, era de 95%.

O país enfrenta um quadro de alta inflação ao longo de todo o período desde que a pesquisa começou a ser realizada. O IPCA-15, indicador do IBGE considerado como uma prévia da inflação oficial, atingiu em julho um patamar inédito para o mês desde 2004. O Boletim Focus, relatório elaborado pelo Banco Central com base nas previsões do mercado, tem subido a projeção semanalmente.

Esta pesquisa foi realizada no período de 19 a 21 de julho de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 427 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

com Band TV

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16