Conecte-se conosco

Bahia

Estado cede galpão para cooperativa de movelaria e marcenaria de Teixeira de Freitas

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

O desenvolvimento do sistema produtivo de movelaria, marcenaria, materiais apícolas e embalagens de madeira no estado da Bahia ganhou força com o apoio do Governo do Estado. Na última sexta-feira (4), foi assinado um acordo de cooperação que prevê a concessão de galpões situados no Espaço Industrial – Polo Industrial Canaã, localizado em Teixeira de Freitas. A iniciativa visa estruturar esses segmentos, profissionalizando os processos de estocagem de matéria prima, de produção e de logística.

O acordo assinado entre a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e a Cooperativa de Consumo de Moveleiros e Marceneiros do Extremo Sul da Bahia (Coommesul), prevê também a cessão de equipamento de marcenaria.

O secretário da SDR, Josias Gomes, afirmou sobre a satisfação de dar uma função produtiva a mais um espaço do Estado: “Esse é um Governo que se preocupa com a totalidade de investimento e tem um olhar importante para os pequenos produtores. Comemoramos mais uma estrutura do estado, que colocamos em pleno funcionamento, dando a função de gerar emprego e movimentar a economia do município”.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, explica que não só os envolvidos diretos com a cooperativa ganham: “A economia municipal ganha muito. É o caminhão que passa, vai abastecer no posto e vai na borracharia, é o lugar para onde serão vendidos os móveis e tem funcionários atuando. É quem está no campo tirando a madeira e fazendo a primeira qualificação, é o fornecedor da máquina, o que faz a manutenção e quem vende o móvel, entre outros. E essa tem sido nossa missão, ajudar a fortalecer esses pequenos negócios. Que a cooperativa cresça e esse documento, que possibilita oportunidades, com segurança jurídica da área, ajude na expansão da Coommesul”.

O acordo de cooperação abrange os municípios localizados no Território Extremo Sul, onde além dos beneficiários diretos como marceneiros, moveleiros, artesãos e fabricantes de materiais apícolas, são beneficiados também fornecedores de matéria prima como serrarias, distribuidoras e produtores rurais de madeira, além de agricultores familiares relacionados a estes segmentos.

Segundo o presidente da Coommesul, Janhanderson Henrique, esse é um apoio que vai fazer a diferença em toda a região: “Somos hoje a maior fábrica de colmeia do estado. Geramos, hoje, 50 empregos diretos e 90 indiretos e com esse galpão, vamos crescer e gerar ainda mais postos de trabalho. Vamos mostrar que esse foi um investimento que valeu a pena com nossos resultados. Agora estamos prontos para alcançar novos horizontes”.

Fonte: Ascom/SDR

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Governo do Estado suspende transporte intermunicipal durante o São João

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

O transporte coletivo intermunicipal rodoviário e hidroviário será suspenso, em toda a Bahia, no período junino. A medida, que tem o objetivo de evitar a disseminação da covid-19, será publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (15).

O decreto prevê que ficam suspensas, a partir da meia-noite do dia 21 de junho, a circulação e a saída, e, a partir das 9h de 21 de junho, a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal rodoviário, público e privado, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. A restrição vale até as 5h de 28 de junho.

A circulação, a saída e a chegada de ferry boats, catamarãs, lanchinhas e balsas também ficam proibidas das 20h do dia 21 de junho até as 5h de 28 de junho, em todo território baiano.

Já desta terça-feira (15) até domingo (20) e de 28 de junho a 4 de julho, a circulação, a saída e a chegada dos transportes serão permitidas desde que a ocupação seja limitada a 70% da capacidade. Não haverá disponibilização de transportes extras.

A fiscalização do decreto é de responsabilidade da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações (Agerba).

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16