Conecte-se conosco

Mundo

Avião faz pouso de emergência após passageiro tentar invadir cabine

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Um passageiro tentou invadir a cabine de um voo da companhia aérea Delta, que voava de Los Angeles a Nashville, nesta sexta-feira (5), forçando o avião a fazer uma parada de emergência em Albuquerque, no estado americano de Novo México, segundo informaram as autoridades.

A cabine não chegou a ser violada e o passageiro foi levado sob custódia federal, disse Stephanie Kitts do Aeroporto Internacional de Albuquerque à CNN.

O FBI confirmou via Twitter que atendeu ao incidente, mas acrescentou: “Não há ameaça ao público neste momento.”

Uma passageira do voo, que conversou com a CNN, disse que o homem “aparentemente sem motivo, apenas correu para a cabine do piloto e começou a bater nas portas”.

Grace Chalmers disse que o homem foi derrubado rapidamente por outro passageiro, que foi então auxiliado pela tripulação do avião. Ela disse que ele foi imobilizado no chão por cerca de 20 minutos até que os pilotos pudessem pousar o avião no aeroporto de Albuquerque. 

Um vídeo feito por Chalmers mostra o homem descalço e amarrado nos pulsos e tornozelos, sendo retirado da aeronave. Na gravação é possível ouvi-lo dizendo em voz baixa, mas repetidamente: “Pare este avião.”

Os passageiros ficaram em Albuquerque por horas enquanto a Delta definia a logística para que prosseguissem para Nashville.

“Todos nós já conseguimos relaxar”, disse Chalmers por telefone do aeroporto de Albuquerque, “mas eu diria que, naquele momento, foi extremamente estressante.”

Em um comunicado, a Delta elogiou os passageiros e a tripulação a bordo do voo 386. “A aeronave pousou sem incidentes e o passageiro foi removido pela polícia”, informou o comunicado.

(Texto traduzido, leia original em inglês aqui)

Por CNN Internacional

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mundo

Policial é morto e 80 alunos são sequestrados em ataque na Nigéria

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Homens armados mataram um policial e sequestraram pelo menos 80 alunos e cinco professores em uma escola do estado nigeriano de Kebbi, informaram a polícia, moradores e um professor.

É o terceiro sequestro em massa em três meses no noroeste da Nigéria, e as autoridades culpam bandidos armados que buscam resgates.

Usman Aliyu, que leciona na escola, disse que os atiradores levaram mais de 80 alunos, a maioria meninas.

“Eles mataram um [dos policiais], entraram pelo portão e foram direto às salas de aula”, afirmou ele à Reuters.

O porta-voz da polícia de Kebbi, Nafiu Abubakar, disse que os bandidos mataram um policial durante uma troca de tiros e que também balearam um aluno, que estava recebendo tratamento médico.

A polícia ainda não havia comunicado o número de alunos desaparecidos na noite de quinta-feira (17), e um porta-voz do governador de Kebbi afirmou que a força está realizando uma contagem dos desaparecidos.

Sequestros que elevam tristeza ao povo nigeriano não é novidade. Desta vez levaram mais de 80 alunos, a maioria meninas.

O ataque ocorreu em um colégio do governo federal da cidade remota de Birnin Yauri. Segundo Abubakar, forças de segurança estão vasculhando uma floresta próxima à procura dos alunos e professores raptados.

Atiku Aboki, um morador que foi à escola pouco depois de os disparos terminarem, informou que viu uma cena de pânico e confusão enquanto pessoas procuravam os filhos.

Bandidos em busca de resgate já sequestraram mais de 800 alunos nigerianos em escolas desde dezembro. Alguns foram libertados e outros continuam desaparecidos.

* Ardo Hazzad, Garba Muhammed, Camillus Eboh e Angela Ukomadu – Repórteres da Reuters

Com Agência Brasil

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16