Conecte-se conosco

Brasil

Eduardo Pazuello é nomeado para novo cargo no governo Bolsonaro

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

 Eduardo Pazuello é secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

A volta de Pazuello ao governo ocorre dois meses e meio após sua demissão do cargo de ministro da Saúde. Na sequência, Pazuello, que é general da ativa, voltou ao Exército.

A nomeação também ocorre após a abertura de uma apuração, pelo Exército, da participação de Pazuello em ato político de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, o que é vedado por regulamento militar.

Pazuello ficará subordinado no novo cargo ao almirante Flávio Rocha, atual secretário de Assuntos Estratégicos do governo. A SAE funciona no Palácio do Planalto.

O militar foi o terceiro dos quatro ministros da Saúde nomeados pelo presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia do novo coronavírus, iniciada em 2020. O general não tinha experiência prévia em saúde pública quando assumiu o ministério.

Pazuello foi substituído pelo atual ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga. Bolsonaro sempre elogiou o trabalho do general como ministro e discutia, desde março, nomeá-lo para um cargo no Palácio do Planalto, o que se confirmou nesta terça.

Ato com Bolsonaro

Na semana passada, o Exército decidiu abrir procedimento disciplinar após Pazuello participar, ao lado de Bolsonaro, de um ato pró-governo, no Rio de Janeiro, o que é proibido pelas normas que regem as carreiras dos militares.

Pazuello pode ser punido pela participação no ato. O general, na sua defesa, disse que não participou de um ato político-partidário no Rio de Janeiro. O Exército ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

O ex-ministro também foi alvo de críticas ao depor na CPI da Covid. Ele foi acusado por senadores de mentir ou entrar em contradição em temas como atraso na compra de vacinas de diferentes laboratórios e recomendação do governo para o uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19, medicamento cuja ineficácia é comprovada pela ciência.

A reconvocação de Pazuello para um novo depoimento na CPI foi aprovada por senadores membros da comissão na semana passada.

Com G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

População do Brasil passa de 211,7 milhões de habitantes, estima IBGE

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

A população estimada do Brasil é de 211.755.692 pessoas. Em 2019, a população estimada era de 210.147.125 pessoas. Portanto, de acordo com a projeção, o Brasil ganhou mais 1,6 milhão de habitantes em um ano.

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados hoje, em portaria do Diário Oficial da União. De acordo com o levantamento, os estados mais populosos são: São Paulo (46.289.333), Minas Gerais (21.292.666) e Rio de Janeiro (17.366.189).

O Distrito Federal conta com uma população de 3.055.149 habitantes. Roraima é o estado com a menor estimativa populacional (631.181).

tabela completa, por estado, pode ser conferida no Diário Oficial da União. 

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16