Conecte-se conosco

Brasil

Bolsonaro pede para pararem a CPI da Pandemia

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quinta-feira, 27, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), e pediu “pelo amor de Deus” que ele encerre logo os trabalhos do colegiado. Bolsonaro atacou Aziz pela apresentação de um projeto de lei que tipificava como crime a prescrição de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais sem a comprovação científica. O presidente faz a transmissão semanal ao vivo nas redes sociais direto de Maturacá (AM).

“Ou seja, aquilo que eu mostrei para ema (cloroquina), se um médico prescrevesse aquilo para mim, (seria condenado a) três anos de cadeia”, afirmou o presidente. De acordo com Bolsonaro, o projeto de Aziz não era apenas destinado aos médicos, mas também para atingi-lo. “Se eu voltasse a mostrar aquilo (cloroquina) para a ema, eu pegaria três anos de cadeia. Parabéns, Aziz! Que vergonha, hein?”, disse.

O presidente disse que 30 minutos após ter criticado a proposta nas redes sociais, o presidente da CPI da Covid-19 no Senado a retirou. “Esse é o presidente da CPI, 500 mil médicos no Brasil e esse é o presidente da CPI”, declarou, ao dizer que, se fosse aprovado, vetaria o projeto de Aziz, que também foi governador do Amazonas. “Como era a saúde do teu Estado quando você era governador?”, questionou. “Pelo amor de Deus, encerra logo essa CPI e vem aqui fazer outra coisa. Ficar no Senado? Pelo amor de Deus.”

As informações por revista Isto É

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

CPI da Pandemia ouve Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Acompanhe ao vivo a Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia que hoje ouve o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel. Os requerimentos de convocação são dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Ele deve ser questionado sobre denúncias de corrupção na área da saúde do estado, inclusive com recursos federais destinados ao combate à covid-19.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16