Conecte-se conosco

Bahia

Eunápolis: Secretária de agricultura Eliane Menezes afirma que zona rural vai ganhar novos investimentos

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Por Fábio Del Porto –  Especial para o DiBahia.

A  reportagem do DiBahia esteve em Eunápolis para uma conversa com a secretaria de Agriculta da cidade Eliane Menezes.

A secretária de agricultura Eliane Menezes, e nossa equipe visitou obras realizadas na Colônia, Ponto Maneca e Ponto Bahia, muito foi realizado, mas, pontuou que tem muitas coisas para se fazer  na região,  “estamos apenas começando, a ordem da Prefeita Cordélia, é trabalhar”. quem nos acompanhou foi Radialista Anaildo Colônia, que junto com a reportagem, foi conferir de perto as realizações e ouvir os moradores,  ficou constatado  que estão muito felizes com o que foi feito nesses dias,  em Eunápolis.

O lema da administração Cordélia Torres Eunápolis Nasceu Para Ser Grande tem muito haver com o que vimos e se constata.

De acordo com a SEI, no terceiro trimestre de 2020, o PIB do agronegócio totalizou R$ 17,2 bilhões, enquanto o PIB baiano fechou o trimestre em R$ 74 bilhões. Com esses resultados, a taxa de participação do agronegócio na economia baiana alcançou 23,4%.

E a cidade de Eunápolis contribuí significativamente esses números, já que está entre os maiores produtores agrícolas do estado e entre os 5 maiores produtores de Café Canephora ou conillon.

A cidade é destaque na produção de eucalipto de onde se produz a celulose. Para se ter uma ideia, em 2018, as vendas do produto representaram 17% do total das exportações do estado, segundo o Ministério do Comércio Exterior. Na balança comercial brasileira, a matéria-prima, produzida a partir de árvores plantadas, dividiu o pódium com a soja.

“Apesar da calmaria na economia, foi um ano de muito movimento para o setor, com melhoria dos preços e das quantidades exportadas, além de uma significativa junção de duas empresas líderes no Brasil, que são a Fibria e Suzano”, analisa Wilson Andrade, presidente da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (Abaf).

Entrevista

O que a senhora pode destacar, tanto para a população rural, como para  todo o município de Eunápolis das benfeitorias,  que estão sendo e serão feitas nas estradas e nos ramais aqui na região  da Colônia, Ponto Maneca e adjacências?

A prefeita Cordélia, tem conhecimento da necessidade de todas as estradas rurais vicinais, é uma grande preocupação que se inicie estas ações antes das chuvas. O patrolamento de todas as estradas  está sendo realizado em duas frentes em duas regiões;  uma em Itú e Platina e o outro aqui na Colônia e Ponto Maneca até o Rio do Peixe. Porque são estradas que tem uma logística muito grande de escoamento,  tanto da agricultura familiar como do produtor empregador.

Quais as secretárias que estão envolvidas?

Então, a prefeita Cordélia tem essa preocupação, está engajada para esse trabalho e quatro secretarias estão neste projeto;  a nossa secretaria de Agricultura, em conjunto as secretárias de  Meio Ambiente através do secretário Flamarion Matos,  a secretaria de Infraestrutura, através do secretário Luiz Carrilho,  e a Secretaria de Serviço Público através do secretário Sandro Lopes. Mas o que é muito importante na administração da prefeita Cordélia,  são as equipes. Essas equipes estão todas empenhadas; nós temos aqui a equipe que tem o acompanhamento de nosso amigo Anaildo Colônia, que está sendo responsável pelo trabalho na região Colônia, Ponto Maneca e Rio Buranhém; e lá na Platina e Itú até o Miramar, na verdade até divisa com Guaratinga, temos o  Abenilsom, que vem fazendo um importante trabalho lá na região da Gabiarra.

Toda a administração municipal está envolvida neste importante propósito, que é levar desenvolvimento e prosperidade para todas essas regiões e para toda Eunápolis.

Igreja de São José no Ponto Maneca em Eunápolis – fé para ser grande. A cidade está entre os maiores produtores agrícolas do estado e entre os 5 maiores produtores de Café Canephora ou conillon. Imagem DiBahia

Qual o papel desempenhado especificamente pela secretária de agricultura?

E especificamente a Secretaria de Agricultura de Eunápolis, vem fazendo o levantamento das estradas,  a Secretaria de Infraestrutura cuida para fazer o levantamento topográfico e esse levantamento é feito, para sabermos os custos;  por exemplo, o custo de de cascalho em metro cúbico; para sabermos os custos de hora de patrolamento e a maneira como as equipes farão as ações e toda logística envolvida .

Todas as equipes são importantes para que esse trabalho seja desenvolvido no município. Lembrando que nós vamos chegar em alguns locais aí que tinha 15,  20 anos que a Patrol não passava no ramal. E hoje nós temos o início de um trabalho histórico. Muito ainda há de ser feito, estamos começando, é realmente algo inédito e de suma importância para Eunápolis

Além da prefeitura de Eunápolis quais outros caminhos a secretaria de agricultura está buscando para captação de recursos?

Nós estamos participando de um edital junto ao Governo Federal, porque nós precisamos melhorar o meio rural. Eunápolis é um município agrícola, e a agricultura familiar e o agronegócio são importantes para o desenvolvimento humano e para a geração de emprego e renda na região do extremo sul da Bahia.

Anaildo Colônia e a Secretária de agricultura Eliane Menezes – trabalho em equipe.
O futuro se planta no agora – Imagem DiBahia

É uma questão histórica que está acontecendo no município com essas benfeitorias para o escoamento da produção rural. E economicamente, que tipos de  benefícios estas ações possibilitam, tanto para o município como já foi dito, Eunápolis é uma cidade regional, qual é a visão da secretaria da agricultura quanto a essas ações estruturantes na zona rural eunapolitana?

 A visão é a mais ampliada possível. Nós temos um comércio forte, onde a agricultura familiar, movimenta o dinheiro dentro do município; sabemos que o dinheiro que circula em Eunápolis, uma boa parcela é advindo da agropecuária.E termos essa visão é muito importante.

O empregador agrícola, o produtor rural, o agronegócio, de maneira geral emprega muito. E especialmente, nós temos a agricultura familiar, que movimenta o comercio local e regional.

O trabalho que estamos realizando aqui na zona rural, é histórico, é para o progresso da nossa cidade. E é um trabalho, que daqui a 6 meses,  vamos ver os frutos dessas ações, com certeza. Nos estamos realizando algo que estava, digamos assim, parado; e com essas ações, podemos possibilitar, ainda mais a valorização do agronegócio e da agricultura familiar em nosso município, e na região.

Agricultura familiar, que movimenta o comercio local e regional – cuidado especial.

O que já foi feito e o que ainda vai ser realizado?

Nos temos planos para todas as cidades do município, na região  da Colônia, Ponto Maneca, Rio Buranhem – ou Rio do Peixe, como é popularmente conhecido – nos já estamos com cerca de 30 Km de estradas que foram patroladas e alguns locais precisam ser cascalhadas. Na região de Itú,  Platina até chegar próximo à divisa com Guaratinga nós temos 40 Km e algumas estradas, algumas ladeiras já estão com cascalho.Lembrando que o trabalho só está no início.

 Nosso objetivo em um curto período é que essas ações vão auxiliar e muito o escoamento da produção rural. Temos, por exemplo,  grandes produtores de leite,  pequenos e grandes produtores  de fruticultura que dependem de uma logística satisfatória para entregar a mercadoria no centro de Eunápolis em outros municípios com qualidade porque o produto não perdeu a qualidade ou deteriorou em função da Estrada.

Cooperou Anaildo Colônia

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Governo do Estado suspende transporte intermunicipal durante o São João

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

O transporte coletivo intermunicipal rodoviário e hidroviário será suspenso, em toda a Bahia, no período junino. A medida, que tem o objetivo de evitar a disseminação da covid-19, será publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (15).

O decreto prevê que ficam suspensas, a partir da meia-noite do dia 21 de junho, a circulação e a saída, e, a partir das 9h de 21 de junho, a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal rodoviário, público e privado, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. A restrição vale até as 5h de 28 de junho.

A circulação, a saída e a chegada de ferry boats, catamarãs, lanchinhas e balsas também ficam proibidas das 20h do dia 21 de junho até as 5h de 28 de junho, em todo território baiano.

Já desta terça-feira (15) até domingo (20) e de 28 de junho a 4 de julho, a circulação, a saída e a chegada dos transportes serão permitidas desde que a ocupação seja limitada a 70% da capacidade. Não haverá disponibilização de transportes extras.

A fiscalização do decreto é de responsabilidade da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações (Agerba).

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16