Conecte-se conosco

Brasil

Últimas informações sobre o Helicóptero que caiu em SP

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

Um helicóptero caiu no Aeroporto Campo de Marte, em Santana, na Zona Norte de São Paulo, no início da tarde desta segunda-feira (3).

Segundo o Corpo de Bombeiros, duas pessoas foram socorridas no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A Infraero informou que o acidente ocorreu por volta das 13h23, durante teste de motores, no momento do pouso da aeronave. O helicóptero é um modelo Robson, de matrícula PT-HUD e tinha dois ocupantes.

A empresa operadora do helicóptero é a AGD Aviation, que informou que a aeronave estava retornando de uma instrução de voo com dois tripulantes, um instrutor e um aluno, e que ambos foram encaminhados a um hospital, mas passam bem.

“Informamos oportunamente que o aluno sofreu pequenas escoreações, contudo, ambos foram levados ao hospital para tão somente realizarem exames de rotina. As autoridades competentes foram comunicadas e serão apuradas as causas do acidente”, afirmou a empresa, em nota.

Helicóptero em aeroporto de SP — Foto: Reprodução/GloboNews
Helicóptero em aeroporto de SP — Foto: Reprodução/GloboNews

Quatro viaturas foram deslocadas ao aeroporto para prestar apoio aos brigadistas que trabalham no local e isolar a região do acidente, de acordo com a corporação.

A pista do aeroporto segue fechada para inspeção das causas do acidente pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), segundo a Infraero.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero está com a documentação regular.

Queda de helicóptero no Aeroporto Campo de Marte nesta segunda-feira (3).  — Foto: Acervo pessoal
Queda de helicóptero no Aeroporto Campo de Marte nesta segunda-feira (3). — Foto: Acervo pessoal /G1

Por G1 e TV Globo News

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Brasil

Estudo busca descobrir se a resposta imune de vacinados ou infectados será eficaz contra novas variantes do coronavírus

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

Os pesquisadores querem saber se é possível prever se uma pessoa continuará vulnerável à Covid-19.

A pesquisa é realizada em cinco países, entre eles o Brasil, onde conta com a participação de dois mil e 600 profissionais de saúde.

Ao todo são sete mil voluntários monitorados e o objetivo é verificar quais respostas imunes podem não ser tão eficazes.

Outro alvo do estudo é analisar se a vacina BCG, que é aplicada em recém-nascidos no mundo todo, ajuda a melhorar as defesas do organismo em quem recebe as vacinas da Pfizer, da Astrazeneca ou a CoronaVac.

A relação com a Covid é investigada porque a BCG, além de prevenir formas graves de tuberculose, protege contra infecções.

O estudo é liderado pelo Instituto de Pesquisa Infantil Murdoch, na Austrália e, no Brasil, tem a colaboração da Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16