Conecte-se conosco

Bahia

Secretária de saúde de Porto Seguro e Rui Costa deverão ser ouvidos na CPI da COVID

Publicado

em

Voiced by Amazon Polly

A CPI da Covid do Senado deve votar, a partir da próxima semana, a convocação de cinco ministros do governo federal, quatro governadores, quatro prefeitos, 13 secretários estaduais e municipais de Saúde e um membro do Supremo Tribunal Federal (STF).


A CPI da Covid, que investiga a conduta do governo federal durante a pandemia do novo coronavírus, pode convocar para prestar esclarecimentos, além do governador Rui Costa, a secretária de Saúde de Porto Seguro, Dra. Raissa Soares; que abertamente vem defendendo nas redes sociais o tratamento precoce com uso da cloroquina, e é simpatizante do presidente Jair Bolsonaro. Ela ficou conhecida ao fazer um apelo ao líder do executivo federal em meados de 2020, pedindo o envio de hidroxicloroquina, remédio sem eficácia comprovada, para tratar pacientes. Depois disso, foi nomeada secretária de Saúde de Porto Seguro pelo prefeito eleito Jânio Natal (PL), cargo que ocupa ate hoje.

Rui Costa (PT) também é alvo de pedido de convocação


O nome dela consta, segundo a Agência Senado, em um dos requerimentos feitos no Senado para prestação de esclarecimentos. Além dela, o governador Rui Costa (PT) também é alvo de pedido de convocação, e pesa sobre ele, na gestão da crise da pandemia a compra de respiradores pelo consorcio nordeste nos EUA .

Dra. Raissa Soares; que abertamente vem defendendo nas redes sociais o tratamento precoce com uso da cloroquina, e é simpatizante do presidente Jair Bplsonaro – Imagem IBC


A Procuradoria-Geral da República (PGR) instaurou uma investigação contra o governador da Bahia, Rui Costa (PT), por supostas ilegalidades na compra de respiradores em 2020. As suspeitas são de que, sem licitação, o governo estadual teria comprado os equipamentos para os hospitais, no entanto, os respiradores não foram entregues.
A Hampcare, Ocean 26 Inc e a Pulsar Development International Ltda foram pagas antecipadamente e, apesar da não entrega dos equipamentos, os R$200 milhões não foram devolvidos aos cofres da Bahia.

Fonte : Agência Senado

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bahia

Governo do Estado suspende transporte intermunicipal durante o São João

Publicado

em

Por

Voiced by Amazon Polly

O transporte coletivo intermunicipal rodoviário e hidroviário será suspenso, em toda a Bahia, no período junino. A medida, que tem o objetivo de evitar a disseminação da covid-19, será publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (15).

O decreto prevê que ficam suspensas, a partir da meia-noite do dia 21 de junho, a circulação e a saída, e, a partir das 9h de 21 de junho, a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal rodoviário, público e privado, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. A restrição vale até as 5h de 28 de junho.

A circulação, a saída e a chegada de ferry boats, catamarãs, lanchinhas e balsas também ficam proibidas das 20h do dia 21 de junho até as 5h de 28 de junho, em todo território baiano.

Já desta terça-feira (15) até domingo (20) e de 28 de junho a 4 de julho, a circulação, a saída e a chegada dos transportes serão permitidas desde que a ocupação seja limitada a 70% da capacidade. Não haverá disponibilização de transportes extras.

A fiscalização do decreto é de responsabilidade da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações (Agerba).

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16