Conecte-se conosco

[email protected]

Lumena diz no ‘BBB 21’ que trabalhava para Felipe Neto e ele afirma que não a conhece

Publicado

em

Youtuber explicou que ela trabalhou em produtora que ele é sócio, mas que não tiveram contato

Felipe Neto disse que Lumena era muito queria pelos colegas de trabalho

Após Lumena dizer no “BBB 21” que trabalhou na produtora de Felipe Neto, o youtuber decidiu esclarecer as coisas e afirmou que não conhece a psicóloga. Nos stories do Instagram, o influencer falou que é sócio fundador de uma empresa chamada Play9 e que possui mais dois sócios. “A empresa cresceu muito e vem crescendo desde o seu surgimento. Hoje, ela tem mais de uma centena de funcionários e tem muitos roteiristas porque a gente trabalha com produção de conteúdo digital, além de curadoria, projetos comerciais, tem muita coisa dentro da empresa”, começou explicando. A participante do “BBB 21” realmente trabalhou na produtora, mas Felipe Neto não chegou a ter contato com ela. “A Lumena foi contratada para uma área que temos dentro da empresa que criamos ano passado, que é um hub de diversidade para promover conteúdos que levantem pautas importantes para a sociedade.”

Segundo o youtuber, a sister conseguiu a vaga após passar pelo processo seletivo desenvolvido pelo RH da empresa. “Eu não vou lá fisicamente, então não tive o prazer de conhecê-la. Ela parecia ser bastante querida pelas outras pessoas que trabalhavam com ela, ninguém de lá está entendendo direito o comportamento dela dentro da casa, nem a noiva dela está entendendo. Eu não posso dizer que estou pasmo quanto a isso porque eu não a conhecia, mas pelos relatos que eu recebi, é assustador mesmo”, enfatizou o influencer. “Queria deixar isso claro porque quando fala que trabalhava para o Felipe Neto, as pessoas já acham que ela trabalhava dentro da minha casa, que era meu braço direito”, finalizou.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

[email protected]

Governo do Estado lança cartilha “Fui Vítima de LGBTfobia: o que fazer?

Publicado

em

Por

O Governo do Estado disponibiliza, no site da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), a cartilha “Fui Vítima de LGBTfobia: o que fazer?”. A cartilha apresenta informações e instruções para pessoas LGBTQIA+ que sofrem ou já sofreram algum tipo de violência LGBTfóbicas.

Segundo o coordenador LGBT da SJDHDS, Kaio Macedo, a ideia da cartilha surgiu durante o Maio da Diversidade. “Percebemos que essa parcela da população desconhece os seus direitos e não tem acesso à justiça. A cartilha traz os avanços que conquistamos, a nossa rede de proteção e promoção dos direitos, que atende as pessoas que sofreram violência LGBTfóbica, além de orientações pós violência”, explica Kaio.

Na cartilha, os cidadãos e cidadãs têm acesso a informações sobre os tipos de violências e violações de direitos sofridas pela população LGBTQIA+, assim como contatos e formas de denúncias de cada órgão da rede de proteção, a exemplo do Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT (CPDD-LGBT), Conselho LGBT da Bahia, Ouvidoria Geral do Estado (OGE), Secretaria da Segurança Pública (SSP) e Defensoria Pública (DPE).

“Vejo essa cartilha como uma arma importantíssima na luta em defesa da comunidade LGBTQIA+ e no combate à LGBTfobia, que está tão presente, infelizmente, em nosso país. Com essa cartilha, podemos criar uma rede de amparo onde as informações serão difundidas para que mais pessoas saibam como denunciar”, comemora o produtor cultural Roberto Júnior.

A LGBTfobia é um conceito que abrange diversas formas de violência contra pessoas que não são heterossexuais ou cisgêneras, seja verbal, física ou psicológica. Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) criminalizou o preconceito contra homossexuais e transexuais, equiparando crimes de LGBTfobia ao de racismo. Ou seja, atos de violências contra pessoas LGBTQIA+ devem ser enquadrados de acordo com a Lei no 7.716, de 5 de janeiro de 1989.

Continue lendo

Copyright © 2021 DiBahia CNPJ: 41.275.067/0001-16